O coração de mãe

10 05 2013

de Myrtes Mathias

Mãe, que vontade de voltar ao passado, apoiar a cabeça em seus braços e pedir baixinho:

“Conta a história do profeta Jonas; vinde, meninos; Bicho-tatu…”

Era assim que eu lhe pedia antigamente, e você sabia exatamente o que eu desejava – ouvir a história do profeta Jonas, o convite do Papai do céu e, finalmente, adormecer embalada pela melodia triste-doce do ‘Bicho-tatu’…

O tempo, a distância, a vida, tentaram modificar-nos. Conseguiram torná-la mais gordinha, os cabelos brancos, as mãos menos ágeis, erguendo-se com esforço num gesto de prece pela felicidade da ‘menina da mamãe’ que cresceu e veio para longe estudar, trabalhar, lutar, sentir saudades…

Mas o essencial permanece inalterável – o seu coração. Tolice fazer eletrocardiograma; ele acusará sempre amor, bondade, fé, mansidão.

Conheço-o muito bem. Eu o vi batendo muito antes de chagar ao mundo, quando dependia de suas pulsações para desenvolver-me, para tranformar-me no bebê que você esperava desde o seu tempo de menina.

Sim, mamãe, eu estava presente em suas fantasias de menina, nos seus sonhos de adolescente, nos seus devaneios de moça.

É maravilhoso chegar e descobrir que se era tão ansiosamente esperada.

Você está rindo? Só porque deixei que os outros descobrissem que você tem um coração tão frande e tão bom assim? E se todo o mundo soubesse que, enquanto você me esperava, ele batia devagarinho, devagarinho, paranão me acordar?

Eu sei qque esse grande coração fez você travar aquela silenciosa batalha com a morte. Você sabia que não poderia partir e deixar sozinha aquela que foi seu primeiro bebê.

Quem continuaria achando que sua filha é bela, inteligente e boa?

Quem continuaria a achar graça quando ela fosse simplemente ridícula?

Só você, que a esperou durante tanto tempo.

Não era isto que o seu coração lhe diria?

Não é isto que ele está lhe dizendo agora, enquanto lhe peço baixinho, certa de que só você escuta:

“Conta a história do profeta Jonas; vinde, meninos; bicho-tatu?…”
Você compreende.
Você e o grande coração que Deus lhe deu…
Mamãe, palabra tão grande,
linda demais para ter rima:
como teu amor, mamãe,
só o de Deus lá em cima.
Mãe, palavra sublime.
O pobre que a tem é rico,
o rico sem ela é pobre.
Entre todas a mais pobre.
Entre todas a mais nobre.
Mãe, palavra pequenina:
são três letrinhas somente,
mas que enchem por toda a vida
a vida inteira da gente.





Oração dos casais

10 05 2013

(revista Visão Missionária 2T85)

Eterno Deus, nosso Pai, que pela Tua grande sabedoria nos tornaste incompletos um sem o outro, e nos deste um ao outro para amar e honrar, permite que a nossa união seja de uma beleza e alegria tal, que continuem a se cumprir em nós todos os nossos sonhos e esperanças. Que a nossa comunhão continue a ser digna da grande herança que recebemos através do matrimônio.

Concede-nos forças para continuarmos a servir sempre, não só um ao outro, mas também aos que nos cercam. Dá-nos sabedoria a fim de continuarmos firmes no nosso amor e mais unidos a Ti através dos laços da fé, lealdade e devoção.

Damos-Te graças porque nos concedeste um ao outro. Que se cumpra em nós o mistério do plano que traçaste para a nossa vida conjugal. Revela-Te a nós, aumentando a santidade do voto de nosso casamento. Perdoa-nos onde tenhamos sido infiéis no trato, no amor ou pensamentos.

Assim, Pai, buscamos a Tua direção e a Tua vontade. Santifica os momentos da nossa vida conjugal. Seja o nosso amos cada vez mais santo. Tenha ele a Tua aprovação e o Teu favor, agora e para sempre. Amém.





Dedicação da Família

10 05 2013

litania

dirigente: Bem-aventurada é a família edificada em Cristo, servo e Senhor.
congregação: Porque ela será uma comunidade fundada no amor e no serviço.

dir.: Bem-aventurada é a família em que cada membro busca fraternalmente o interesse do outro.
cong.: Porque ela terá uma comunhão destruidora do egoísmo.

dir.: Bem-aventurado é o lar que participa do sofrimento dos seus vizinhos e semelhantemente, como seus próprios membros.
cong.: Porque nele está o testemunho da vida cristã.

dir.: Bem-aventurada é a família que estuda e planeja as suas decisões como parte de sua fidelidade ao Senhor.
cong.: Porque nela serão fortalecidos os laços de solidariedade e de responsabilidade para com o próximo.

dir.: Bem-aventurado é o lar que busca na humildade da oração e no esforço do trabalho cotidiano a solução dos seus problemas comuns.
cong.: Porque nele crescerão o poder e a coragem para todos os momentos.

dir.: Bem-aventurada é a família onde o espírito de perdão de Cristo determina novas oportunidades de vida para cada um dos seus membros.
cong.: Porue nela pode perdurar a confiança mútua, a saúde integral, assim como a compaixão para com o próximo em suas fraquezas.

dir.: Bem-aventurada é a família que identifica todas as pessoas como alvo do amor de Deus em Jesus Cristo crucificado e ressucitado para salvar o que se havia perdido.
cong.: Porque nela será fortalecida a responsabilidade de comunicar o Evangelho, como a suprema dádiva de Deus para a vida humana – em relações de justiça e amor.

dir.: Bem-aventurada é a família que não vive para si mesma.
cong.: Porque ela será uma expressão viva do corpo de Cristo, que é a Igreja.

dir.: Bem-aventurada é a família que busca em primeiro lugar o reino de Deus e a Sua justiça.
cong.: Porque dela a sociedade recebe o verdadeiro recurso para a sua luta contra as forças demoníacas do ódio, do egoísmo e das injustiças.





Hora de Oração

10 05 2013

de Augusto Gotardelo

Gosto muito de orar ao meio-dia,
de erguer as mãos carentes para o céu,
como os ponteiros retos do relógio,
como se unidos em secreta prece.
O sol a pino, as pontas para cima,
e minhas mãos voltadas para o Alto,
tudo à espera da força que as revigoram.

Depois dos dois se afastam pouco a pouco,
e o mesmo fazem as minhas mãos cansadas.
Tudo volta às labutas costumadas,
para a arena dos prêmios cotidianos.

Transcorridas as vinte e quatro horas,
o mesmo encontro ali, a mesma pausa,
à procura das bênçãos do Infinito.

Os ponteiros não têm aquele encontro,
detêm-se noutro ponto da jornada,
se alguém esquece a corda do relógio…
As mãos que se aproximam para orar
podem ficar no meio do caminho
se lhes falta também outra energia,
aquela que promana das Alturas.

Que juízo se faz de dois ponteiros
parados na amplidão de um mostrador
semelhante a um deserto silencioso?

Que se dirá de minhas mãos caídas,
desunidas, em busca doutros rumos,
num painel sem mensagem nem sentido?

Antes que parem sobre um peito frio,
que juntas as mãos no sol, no zênite,
como ponteiros de um relógio antigo…
e assim ativas, vigilantes, úteis,
serão ponteiros a marcar as horas
de gratidão e paz, de culto ao Pai,
no mostrador de minha fé tão simples…





Prece de Mãe

10 05 2013

Jogral para 5 mães

adaptado por Olinda Silveira Lopes

TODAS – Dá-me um filho, ó Senhor!
1, 2, 3 – Que seja forte bastante para compreender o seu erro,
4, 5 – suficientemente corajoso para enfrentar o temor.
1 – Um filho que encare a derrota como um estímulo…
4, 5 – e aceite com humildade a vitória e o sucesso.
3 – Um filho que compreenda que conhecer a Jesus Cristo
TODAS – é a pedra fundamental de todo o perfeito conhecimento.
5 – Conserva-o, eu Te peço,
3, 4 – não no caminho da facilidade e do conforto,
2 – mas, sob a luta, para que,
1 – enfrentando as tempestades,
TODAS – aprenda a porfiar e a ter compaixão pelos que caem.

(pequena pausa)

TODAS – Dá-me um filho…
2, 3, 5 – que tenha um coração puro e uma mente limpa.
4 – Um fiho que saiba dar ordens…
3 – depois de haver aprendido a receber ordens.
2, 5 – Um filho que saiba rir…
1, 3, 4 – sem se enquecer de como também se chora…
2 – um filho que avançando para o futuro,
TODAS – não se esqueça jamais das bênçãos do passado.
3 – E, depois, de tudo isto, eu Te peço, meu Senhor,
TODAS – de joelhos e mãos postas:
2 – dá-lhe a força espiritual que vem de Ti…
4 – e o conhecimento da Tua Verdade,
3, 5 – que sobrepuja todo o conhecimento humano.
TODAS – Então, eu, sua mãe, orarei no mais profundo do coração:
Senhor, não tenho vivido em vão.





Mãe Cristã

10 05 2013

Acróstico para 9 crianças. Cada uma leva a letra correspondente à sua estrofe, formando as palavras ‘mãe cristã’.

M
Mais que tudo o que há na vida,
mais que o ouro esplendoroso,
é mamãezinha querida,
o teu nome, tão precioso!

A
A fada cheia de amor
que nos ensina a andar,
é a mãezinha amada,
rainha do nosso lar.

E
Em cada instante da vida,
sentimos a sua mãe
dirigindo a nossa casa,
nosso lar, nossa mansão.

C
Contente, ao lado dos filhos,
cumpre sempre o seu dever
de, embora com sacrifícios,
a paz no seu lar manter.

R
Rompe os males, vence as lutas
com verdadeiro heroísmo.
Vive, ensina, guia e orienta
na senda do cristianismo.

I
Idealiza feliz
um lar onde Cristo habite,
a todos fazendo crer
que a tudo Deus assiste.

S
Saúde, força e vida
promove com alegria.
Cuida de tudo e de todos
e do pão de cada dia.

T
Trabalha, ajuda e se esforça,
para tudo ver no lugar.
Tem gozo infindo e sublime
de viver para o seu lar.

A
A vida de sua vida,
do seu coração, o gozo,
é ter sempre ao seu redor
os caros filhos e o esposo.

TODOS
Assim fazendo, mãezinha,
vivendo assim nesse afã,
mostrarás aos que te cercam
que és de fato – mãe cristã.





Hino às Mães

7 05 2013

Letra opcional para o hino 558 do Cantor Cristão

Pela nossa mãe amada
gratos somos ao Senhor.
Por seus filhos, dedicada,
Sempre zela com amor.
Dia e noite se conserva
nessa lida sem cessar.
Tanto esforço, sem reserva,
só por nosso bem estar.

Esquecer jamais podemos
essa nossa mãe leal.
Hoje e sempre lhe rendemos
nosso preito filial.
Só Jesus é quem nos ama
mais do que esse ‘ser’ sem par,
cujo exemplo nos inflama
com afeto singular.